O prémio

O Prémio Internacional de Serpa para Álbum Ilustrado é uma iniciativa da Câmara Municipal de Serpa em parceria com a editora Planeta Tangerina. De periodicidade bienal, este prémio tem como objetivo desenvolver a qualidade literária e artística do álbum ilustrado e potenciar novos projetos nessa área.

Propostas

Os trabalhos submetidos a concurso devem ser originais. Serão valorizadas as propostas mais criativas e bem executadas, capazes de se dirigir tanto ao público infantojuvenil como adulto.

Júri

O júri é composto por um representante do Município de Serpa, um representante da editora Planeta Tangerina e um membro convidado de relevância no panorama da literatura para a infância.

Júri da 4ª edição

Joana Estrela

Autora e ilustradora

Nascida em Penafiel, em 1990, Joana Estrela começou cedo a desenhar retratos de família, sobre os quais escrevia legendas divertidas. Um dos seus clássicos para prendas de anos consistia em fazer listas de coisas-que-dizemos-quando-estamos zangados, aplicando a ideia aos diferentes membros da família. O seu método de trabalho não mudou muito desde então, até porque o que a motiva a começar um livro continua a ser o seu próprio divertimento.

Em 2016, o Planeta Tangerina publicou Mana, o vencedor da primeira edição do Prémio Internacional Serpa para o Álbum Ilustrado.

visitar website

Yara Kono

Autora e ilustradora

Nasceu em São Paulo, Brasil, em 1972. Estudou Farmácia Bioquímica na Universidade Estadual Paulista (UNESP), mas já nas aulas de Citologia os seus desenhos eram os mais populares. Estudou Design e Comunicação na Escola Panamericana de Arte e foi bolseira no Centro de Design de Yamanashi, no Japão. Hoje vive em Portugal e desde 2004 faz parte da equipa do Planeta Tangerina.

Tem mais de 20 títulos publicados, incluindo Daqui ali, Assim ou assado, Telefone sem fio, Cem sementes que voaram, Batata chaca-chaca.

Gosta de caminhar, cozinhar para os amigos e desenhar elefantes.

Paula Estorninho

Arquiteta
Divisão de Cultura e Património da CM Serpa

Licenciou-se em Arquitetura, na Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa, em 1994. De 1990 a 1993 trabalhou no Gabinete de Apoio Técnico de Beja. Desde 1994 trabalha na Câmara Municipal de Serpa, onde desempenhou funções na área de projeto, tendo desenvolvido, entre outros, o projeto de arquitetura da Biblioteca Municipal Abade Correia da Serra.

Atualmente é técnica da Divisão de Cultura e Património do Município, onde acompanha e promove iniciativas nas áreas artístico-culturais, nomeadamente a de dinamização das oficinas de expressão plástica “Mãos na Massa”, que se realizam na Biblioteca de Serpa.

Gostavas de saber um pouco mais sobre o prémio?

Estamos a preparar as normas para a próxima edição. Até lá, podes consultar a nossa página de perguntas frequentes para mais informações.

saber mais